1ª Regata Marina Bracuhy foi um sucesso e contou com mais de 60 veleiros.

.

Confira as fotos e os resultados nessa notícia.

O sábado, 25 de março, amanheceu ensolarado em Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio de Janeiro, e a raia da baía da Ribeira foi o palco da 1ª Regata JL Marina Bracuhy, oevento náutico que resgatou o Bracuhy para o cenário da vela oceânicabrasileira (quem se lembra do Circuito de Vela do Bracuhy, que já fez parte do calendário nacional?).Com mais de 300 participantes e 70 veleirosna água, em uma regata com vento amigável, foi uma festa, tanto no mar como em terra, como não se via há muito em Angra.

A 1ª Regata JL Marina Bracuhy estreoujá fazendo parte do Campeonato de Vela Oceânica organizado pela FARVO - Flotilha Angra dos Reis de Vela Oceânica e superou as expectativas dosorganizadores. Além dos barcos da região, veiogente de outros estados, como Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo (Santos, Ubatuba e Ilhabela).

As regatas de veleiros de oceano possuem regras estabelecidas por associações internacionais e nacionais. O percurso na baía da Ribeira,com três bóias de passagem para a maior parte das classes convidadas, teve início às 12h com ventos predominantes de SE de 10 nós. Depois o vento firmou nos 17 nós, com rajadas de até 20nós em alguns pontos da baia.
A largada do primeiro grupo, com as classes mais competitivas, RGS e APS, foi com uma disputa ferrenhaentre o ASBAR, um ILC30 do comandante Francisco Fragoso, e o Delta 36 Super Pimpo, do comandante Hamilton. Mas no fim deu Kybyxu, um Fast 365do comandante Samuca, que apesar de largar um pouco atrasado se recuperou econquistou o primeiro lugar na APS 3. Asclasses APS e RGS fizeram um percurso de 12 milhas, montando a ilha do Brandão, onde o vento "encanou" e deu trabalho as tripulações que já estavam com suas velas balão içadas para a perna de popa.

O destaque do grupo 2 foram os 5 veleiros clássicosque desfilaram pela raia de 8 milhas, com destaque para o Aventura, um Sparkman&Stephensmodelo Finisterre 38 dos anos 50, do Rio Grande do Sul, e o Cangrejo, um GermanFres de 40 pés dos anos 40.O grupo 2 foi o mais numeroso, com quase 30 barcos, em uma regata com disputas acirradas na boia e no contravento.

No terceiro grupo estavam os cincocatamarans participantes, difícil dizer qual era mais bonito e imponente. O percurso de 6 milhas era sem fator de correção de tempo, isto é, o primeiro a cruzar a linha de chegada é o vencedor. Destaque da terceira largada foi para os veleiros de cruzeiro, pesadões e preparados para viver a bordo ou para grandes travessias, como o Guga Buy, um Bruce Farr 40, que veio de Santa Catarina com os Zanellas, pai e filho.
O fim de semana de 24 a 26 de março, movimentou todo o entorno do complexo náutico do Bracuhy. Nãofoi somente uma competição esportiva de veleiros de oceano, mas também uma série de eventos paralelos que envolveram a comunidade e o comércio local, além da grande festa de premiação.Na orla da marina houve uma feirinha com artesões locais, brechó náutico e exposição dos apoiadores. Sexta à noite aconteceu no Bowtecoo happy hour de recepção dos velejadores. No sábado, após a regata, no deck da marina, os velejadores se encontraram para a concorrida "canoa de chope", um esquenta para acerimônia de entrega de troféus para os três primeiros de cada classe convidada. Uma festa com jantar, sorteios de incontáveisbrindes, apresentação de dança e muita animação sob o som do DJ Douglas, do veleiro Black Pearl.

Pensa que acabou? No domingo a festa continuou com o tradicional churrasco comunitário Churrascuhy, também no Bowteco, confraternização com os gaúchos comandando a churrasqueira, onde rolou a entrega do troféu Pica das Galáxias - para quem contou algum caso náutico onde o personagem se achava, mas na realidade estava pagando o maior mico. A despedida, já noite, foi com violão e batuque.

Com o sucesso da primeira edição, o grupo de voluntários e o patrocinador máster, a Marina Bracuhy JL, já estão sintonizados para que a segunda edição seja ainda melhor.

As imagens aéreas e na água, de Nancy Zunino, Hélio Viana e Rico do site NavegueAngra, estão disponíveis aqui: https://drive.google.com/open?id=0By59MVu1SVrHczd0Wk9hazN1bWM
 
Mais informações fanpage da regata:

https://www.facebook.com/RegataJLMarinaBracuhy/
https://www.facebook.com/pg/RegataJLMarinaBracuhy/photos/?tab=albums
https://www.facebook.com/pg/RegataJLMarinaBracuhy/photos/
 
Resultado Oficial

APS1:

1° Lugar: Iwitwo
2° Lugar: Galileu
3° Lugar: Nereus

APS2:

1° Lugar: Staccato
2° Lugar: Avatar
3° Lugar: Mermoz II

APS3:

1° Lugar: Kybyxu
2° Lugar: Super Pimpo 5
3° Lugar: Asbar V

APS C:

1° Lugar: Bacanas V
2° Lugar: Marisco
3° Lugar: Aventura

RGS:

1° Lugar: Staccato
2° Lugar: Sinergia
3° Lugar: Kybyxu

Clássicos:

1° Lugar: Tha-rado
2° Lugar: Cangrejo
3° Lugar: Marisco

Cruzeiro 1:

1° Lugar: Toriba
2° Lugar: Seachegue
3° Lugar: Susso

Cruzeiro 2:

1° Lugar: Tha-rado
2° Lugar: RS 1
3° Lugar: Energia

Bico de Proa 1:

1° Lugar: Rumo Certo
2° Lugar: Harmonya
3° Lugar: Merlin

Bico de Proa 2:

1° Lugar: Acaso
2° Lugar: Guga Buy
3° Lugar: Vida Mansa

Multicasco:

1° Lugar: Sara Kali2
2° Lugar: Aloha IV
3° Lugar: Craca-a-Toa

Além dessas classes, os primeiros veleiros Delta, Beneteau e Lagoonreceberam um troféu especial.

Fita Azul Delta: Azougue, Super Pimpo e Rumo Certo
Fita Azul Benteteau: Taliesin, Recreio e Bacanas
Fita Azul Lagoon: Sara Kali