Cerimonia de assinatura do decreto que começa organizar o turismo náutico em Angra dos Reis aconteceu segunda-feira dia 29 de fevereiro

.

13-03-16-decreto-turismo-nautico

A prefeita de Angra dos Reis, Conceição Rabha e o presidente da Fundação de Turismo de Angra (TurisAngra), Klauber Valente, participaram na manhã de segunda-feira, 29, da cerimônia de assinatura do decreto que torna obrigatório o cadastramento de embarcações que atuam no segmento do Turismo Náutico.

A solenidade de assinaturae a entregados primeiros certificados ‘TurismoLegal’ às primeiras 90 embarcações já cadastradas foi realizada no Iate Clube Aquidabã, contando ainda com a presença do secretário de Estado de Turismo do Rio de Janeiro, Nilo Sérgio Félix. A ação coordenada pela Fundação TurisAngra, conta com parcerias junto ao Sebraee ao Conselho Municipalde Turismo.  Esta é a primeira etapa da proposta de ordenamento do Turismo Náutico na cidade. A partir do cadastramento das embarcações, a TurisAngra pretende mapear a atividade,impor limites e fomentar o setor de forma ordenada,atendendo às demandas de cada localidade.
 
         — Eu diria que estamos vivendo um momento importantíssimo para o turismo de Angra, fruto do trabalho intenso coordenado pela equipe da TurisAngra e que, sem dúvida, fica como legado para a cidade. Parabéns a todos os envolvidos no projeto de Ordenamento do Turismo Náutico, em especial aos empresários que em entenderam a importância dessa iniciativa. Estamos vendo o turismo com a grande saída para alguns desafios da cidade e o ordenamento é o primeiro passo — disse a prefeita Conceição Rabha após assinar o decreto, que entra em vigor imediatamente.


          — O município de Angra dos Reis está de parabéns pelo decreto. O ordenamento do turismo e a fiscalização intensa são necessárias para ordenarmos a atividade. Hoje ganha o município, ganham os empresários, ganha o Estado e ganha o Brasil, pois não tenho dúvidas que Angra oferecerá um serviço muito mais qualificado ao turista de todo o mundo que por aqui passa visto que já é uma referência internacional em turismo — comemorou o secretário Nilo Sérgio.
 
         O presidente da Fundação de Turismo de Angra dos Reis - TurisAngra, KlauberValente, comemorou o que, na prática, encerra um longo período de debates públicos sobre o ordenamento. Durante dois anos, um colegiado formado por empresários, o poder público e os conselheiros de turismo dedicou-se a debater o turismo náutico na cidade. O resultado desse debate foi o decreto assinado agora. O próximo passo é torná-lo efetivo e fiscalizar.
 
         — Em Angra tudo o que diz respeito ao mar é gigante. Somos uma cidade das cidades do país com maior número de embarcações registradas e esse gigantismo também impõe muitos desafios. O turismo náutico é o segmento de enorme destaque no turismo dacidadee carece de ordenamento. Mas antes era preciso conhecer. Estamos cumprindo a primeira meta dessa tarefa com o decreto decadastramento de embarcações. O passo seguinte é qualificar essa atividade,no que contamos com a parceria do Sebrae e o envolvimento dos próprios empresários. Cumprimos uma etapa importante e vamos dar segmento ao trabalho que está apenas começando — afirmou  Valente.


          Para o superintendente do Sebrae no Estado do Rio, Cezar Vasquez, o mais importante é que este ordenamento está sendo construído a quatro mãos, pelo poder público e pelos empresários do setor, priorizando a segurança e a qualidade dos serviços. O Sebrae é o parceiro institucional mais importante da TurisAngra neste trabalho.


        — Há alguns anos o turismo náutico começou a chamar a atenção em Angra dos Reis, mas existe um pensamento equivocado que o associa a um turismo elitizado. Quanto mais ordenado e com boas estruturas de apoio, mais pessoas poderão usufruir deste turismo. Por isso, a regulamentação contribui para democratizar o acesso às embarcações, e, consequentemente, fomenta toda a cadeia  produtiva do entorno — afirmou Vasquez.


          O evento foi encerrado com a entrega dos primeiros certificados a empresários que se cadastraram,ainda em 2014, cumprindo as exigências do decreto.Receberam das autoridades os seus certificados os empresários: Fabiano Marques(AngradosReisTurismo), Eduardo Miller (DoceAngra) e Letícia Varella  (AngraOcean), junto com mais de outros 80 proprietários de embarcações.